Brasil terá polo da borracha

postado em 30 de agosto de 2012

Conhecido como extremo norte do Bolsão, Cassilândia e Paranaíba tem tudo para transformar o Mato Grosso do Sul em um polo produtor de borracha. Essa expectativa surge após investimentos na região, como o Complexo de Borracha em Cassilândia, que prevê a expansão de seringais, ou em Paranaíba, com a plantação de hectares de seringueiras por empresários. 

O panorama da região é uma alternativa para o aumento da demanda dos próximos anos, que apontam que daqui a 20 anos será muito grande para a capacidade dos países asiáticos, maiores exportadores da matéria-prima hoje.

O látex extraído das seringueiras podem originar mais de 40 mil produtos, entre eles o lençol de borracha, utilizados em vários setores. Atualmente o Brasil produz apenas 30% das 400 mil toneladas utilizadas por ano (Jornal do Povo de Três Lagoas).

Dados do Infoagro, pelo site MS Notícias, mostram que nos últimos cinco anos, a área plantada com eucalipto, pinus e seringueira em florestas aumentou 233%, contabilizando 497 mil hectares de terra no último ano. Em 2006 essa área era de 149 mil hectares.

A elevação de áreas plantadas e as iniciativas de expansão e implementação do setor estimulam investimentos cada vez maiores, tanto na área produtora quanto de seus derivados, como o lençol de borracha, por exemplo.

Inserida nesse mercado a mais de 30 anos, a Borrachas da Mooca é uma empresa especializada na produção de lençol de borracha no país, acompanhando as mudanças nesse setor, sendo sinônimo de qualidade.

Para conhecer mais o lençol de borracha e os produtos da Borrachas da Mooca, entre em contato conosco pelo site.

  • Orion Tecnologia em Borracha
  • Gates do Brasil
  • Vipal
  • Afa Plásticos

Cadastre-se e receba nossas promoções

Fale Conosco


Exibir mapa ampliado